Solar Roadways: pelo fim das estradas pavimentadas

por Administrador - 26/05/2014 - 21:34

Os problemas de energia a cada dia crescem e várias sugestões de renovação da energia e evitar o uso desnecessário e excessivo já foram apresentadas. Inclusive uma delas chama-se Solar Roadways.

Essa ideia aparentemente simples propõe o seguinte: trocar os trechos pavimentados de todo o mundo – não apenas estradas, mas ruas, calçadas, estacionamentos e outros – por placas que transformam energia solar em energia elétrica.

As estruturas são formadas por uma placa de vidro extremamente resistente, que protege as placas solares e o circuito que fica abaixo dela para captar os fótons.

Há ainda LEDs que podem ser programados de acordo com a necessidade. Por exemplo, caso haja um acidente, o aviso pode ser colocado a alguns quilômetros de distância na própria pista, ou alterar a quantidade de vagas em um estacionamento em dias de muito movimento, ou até mudar as faixas em uma quadra de acordo com o esporte a ser praticado.

Falando em resultados, estima-se que, ao substituir todas as estradas dos EUA pelas placas, seja produzida três vezes mais energia do que consegue consumir – apenas as estradas, sem contar ruas, avenidas e espaços de recreação.

E há mais vantagens: as placas esquentam, derretendo a neve que fica nas ruas e impossibilita que carros trafeguem; o material utilizado para fazer as placas é reciclável; e elas utilizam corredores debaixo da terra para armazenar seus fios elétricos e de comunicação e recolher água de tempestades e neve. Isso permite que os fios elétricos da rua também sejam “enterrados”, facilitando sua manutenção, e ajuda a direcionar a água para sistemas de tratamento.

Porém como qualquer outro projeto precisa de ajuda não só em mão-de-obra mas em dinheiro, afinal, contratar mais pessoas para ajudar a desenvolvê-las e obter o material necessário custa caro. A dupla queria 1 milhão de dólares para conseguir tocar o projeto; já foi obtido quase 1,2 milhão.

Veja o vídeo abaixo para ver como funcionaria:

Fonte: Tecnoblog

Nenhum comentário :

Escreva um comentário:


O seu endereço de e-mail não será publicado.