Seu site é interativo?

por Administrador - 27/04/2007 - 16:44

Você encontra um amigo na rua e vocês começam a conversar. Todas as perguntas ou afirmações que ele faz pra você, podem ser respondidas com base em um conjunto de alternativas pré-determinadas. Muitas vezes as alternativas não expressam sua real opinião sobre determinado assunto. Então, você percebe que não está interagindo, com seu amigo, da forma que gostaria.

É mais ou menos assim que você interage na internet. Essa é a uma definição que temos de interatividade no meio digital, pois esse meio não permite uma interação mútua – como você gostaria. Seria praticamente impossível prever todas as respostas que você poderia dar para determinadas questões de uma enquete, por exemplo. Por isso, as alternativas que são fornecidas à você são limitadas, o que faz com que você passe a ter uma interação reativa.

Diferentemente da interação mútua, a interação reativa trabalha com possíveis respostas, segundo o seu modelo mental, seu comportamento, suas possíveis reações e, com base nisso, as potenciais respostas para uma determinada questão.

Se analisarmos conceitualmente, nem as respostas pré-determinadas de uma enquete, podem ser consideradas parte de uma interação. Isso porque interação pressupõe uma série de ações que só se formam com base nas próprias respostas entre as partes. Isto é, a resposta é apenas parte de uma interação ou de um comportamento.

Baseados nisso, podemos quantificar a interatividade pelo envolvimento das partes em um processo de comunicação. Em uma enquete certamente temos interação, mas de nível muito baixo, pois as partes não estão trocando informações como deveriam. Existe, inclusive, uma relação hierárquica e de submissão – fatores já definidos pelo Piaget, que define a interatividade como conseqüência de um processo de colaboração.

Logo, podemos dizer que existe interatividade, não imediata, na Wikipedia – diferentemente de uma enquete.

Quando você está efetuando uma compra em algum site, a interatividade só existe a partir do momento que você finaliza o seu pedido. A partir desse instante, um funcionário se deslocará até o estoque para separar seus produtos – de uma forma que você não pode prever. Porém, a interação plena não se baseia no desencadeamento de uma ação desse nível, nem em uma troca de informações, mas em uma operação onde cada interagente faça efetivamente parte do sistema interativo. Tanto no estímulo de interação quanto nas respostas de cada ação.

Isso nos faz questionar até que ponto nossos sites, ambientes, aplicações, têm sido efetivamente interativos. Essa dúvida pode ser respondida ao analisarmos até que ponto a experiência do usuário afeta seu próprio comportamento, com base nas ações de outros usuários. E se estamos desenvolvendo ambientes que possibilitem isso.

Interagir não significa seduzir o usuário. Significa deixa-lo tornar parte de sua experiência e modificar o ambiente ao qual está presente, sem operações determinadas por um sistema. Você encontrou alguma similaridade com web 2.0?


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:
PRIMO, Alex; Interação Mútua e Interação reativa: uma proposta de estudo.
XXI Congresso da Intercom – Recife, PE, de 9 a 12 de setembro de 1998.

Fonte: Untitled

1 comentário :
Remo:

ok, ok, ok.... este blog não seria uma forma de melhorar a interatividade ? Pelo que consigo mentalizar e criar uma forma de raciocínio, seria a interatividade (falando com base nos sites) o imprevisível ? a surpresa ? a dúvida de não saber o que acontecerá ? Pois é minha gente, quando fizemos perguntas, muitas vezes "podemos" adivinhar as respostas, isto se torna intertividade baixa, pois se já sei tudo que vai ser respondido !!!! No caso dos sites isto é o que acontece, mas não acho isso ruim, isto em partes deve ser assim... agora concordo com o artigo no que diz respeito a não confundir interação com vontade de agradar o usuário. Se partirmos para as novas versões de aplicações na Web, a web 2.0 acredito sim que o grau de interação está correndo com maior frequência... usuários interagindo com outros através de aplicações...

Escreva um comentário:


O seu endereço de e-mail não será publicado.