Quando nossos projetos não conseguem avançar

por Administrador - 29/12/2010 - 10:59

A maior parte dos projetos não falha por problemas técnicos, mas por falta de comunicação, de metas, de liderança, de orçamento adequado, de previsão. Resumindo: deficiências gerenciais.

Quando o assunto é gerenciamento de projetos, muitos são os fatores que merecem atenção dos profissionais cuja responsabilidade é gerenciar. Para se chegar a bons resultados é preciso combinar processos bem estruturados, comunicação eficiente e uma administração profissional.

Como resultado, devemos interpretar a execução dos trabalhos dentro do prazo estabelecido e sem estrapolar o orçamento aprovado. Tudo isso, através da redução dos riscos – já que eliminá-los nem sempre está ao nosso alcance – e da garantia da qualidade do que será entregue no término do projeto.

Grande parte dos projetos falha por dois motivos principais: problemas técnicos e problemas gerenciais. Porém, a incidência de problemas gerenciais supera em muito os fatores técnicos quando conclui-se a respeito das causas de fracassos em projetos.

Ricardo Viana Vargas, um dos mais notáveis especialistas sobre gerenciamento de projetos no Brasil e no mundo, aponta como as principais causas da obtenção de maus resultados em projetos as seguintes:

  • Os objetivos e metas são mal estabelecidos ou não são suficientemente compreendidos por toda a equipe do projeto. Comunicação é fundamental.
  • Não é dada devida atenção para a complexidade;
  • A quantidade ou dimensão das atividades não é balanceada com o prazo para entrega;
  • Os aspectos financeiros não são analisados como deveriam;
  • As ferramentas de controle adotados não são adequados para o gerenciamento;
  • Falta de liderança e gerenciamento;
  • Treinamento ou capacitação inadequados da equipe;
  • Identificação incorreta das necessidades de pessoal, equipamentos e outros recursos para execução das atividades; e
  • As expectativas do cliente são diferentes das identificadas para o projeto.

Observando os tópicos destacados acima, certamente identificaremos a presença de alguns deles no decorrer da nossa trajetória profissional. Em torno destes pontos, podemos concluir que a ausência do papel do gerente ou líder de projeto e a adoção de metodologias inadequadas para execução e gestão influenciam diretamente nos resultados dos projetos em que trabalhamos.

Metodologias ágeis são hoje uma excelente opção para gerenciamento de projetos. Para o mercado de software existem diversas opções, como por exemplo, Scrum e XP, que vêm contribuindo para o sucesso de muitos projetos e modificando o cenário das empresas onde são aplicadas.

Além disso, o gerente ou líder de projetos pode aprofundar seus estudos através do PMBOK, um documento bastante detalhado sobre melhores práticas para gerenciamento de projetos de qualquer natureza e dimensão, elaborado e difundido pelo Project Management Institute (PMI), órgão internacional que desenvolve a área de gerenciamento de projetos em todos os cantos do globo.

Por: Tiago Vailati no Webinsider

Nenhum comentário :

Escreva um comentário:


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *