Planejando o dia-a-dia

por Sandro Alencar Fernandes - 11/05/2007 - 08:00

Pessoal estava dando uma olhada nos meus RSS e achei o seguinte artigo “Planejando o Dia-a-dia”, por Sandro Quadros Cabral publicado no site relacionamentodigital.com

Saber aonde se quer chegar é, sem dúvida, essencial para que possamos definir o que precisaremos adquirir para percorrer essa jornada a que chamamos de vida.

Certa vez o pai de um amigo me falou que o grande problema da maioria dos homens era não se planejar e levar adiante pelo menos um projeto de vida. Naquele tempo não entendi bem a profundidade de suas palavras, porém, hoje entendo bem o que ele quis dizer.

Na mesma época li a entrevista de um cantor internacional de rock na qual ele falava sobre seu planejamento de carreira para os próximos dez anos, achei muito tempo para um planejamento, mas desde então acompanhei a carreira de tal cantor, e sabem o que aconteceu? Sua carreira deslanchou e, ano após ano seus LP’s eram lançados, até se transformarem em cd’s, participações em filmes, e até uma pequena participação em uma série de TV aqui no Brasil.

Vocês devem estar se perguntando: Mas o que isso tudo tem haver com nossas vidas? Bem, o planejamento é o primeiro indicador de que você está no caminho certo para alcançar sucesso em sua vida. Claro que planejar não é tudo, mas é fundamental para que possamos dar direcionamento a nossas ações. Saber aonde se quer chegar é, sem dúvida, essencial para que possamos definir o que precisaremos adquirir para percorrer essa jornada a que chamamos de vida.

Grandes carreiras, grandes empresas, grandes vidas, tudo passa por um bom planejamento, e um bom planejamento passa por reflexões e decisões objetivas de onde se quer chegar. Você tem que estar disposto a pagar o preço necessário para alcançar suas metas e realizações. Mas como fazer um bom planejamento? Muitos livros, e profissionais sugerem que você faça uma espécie de “carta de intenções para vida” e a mesma coisa para empresa. Não digo que este solução não seja plausível, mas vamos refletir um pouco, qual nossa cultura de planejamento e organização?

A maioria de nós não consegue nem planejar o próprio dia de trabalho, e muitas vezes, se o faz, não consegue seguir o planejamento. Minha sugestão é que comecemos do micro para o macro, a idéia é criar a disciplina necessária para a construção de planejamentos mais longos, e como fazer isso? Vamos tentar simplificar, começar com o planejamento diário dos nossos objetivos. Investir de quinze a trinta minutos de nosso tempo todas as manhãs para planejar nosso dia, e quando incorporarmos e conseguirmos seguir nossos planejamentos diários, ampliar o prazo dos mesmos para a semana e assim consecutivamente, até conseguir chegar o mês, ao ano e até períodos maiores.

Outro ponto importante é mantermos a flexibilidade para contingências, mas nunca transformando contingências em rotinas, através do mau – habito de acreditar que tudo é urgente e que brechas em nossos planejamentos não afetarão ao resultado final. Pequenos furos afundam um navio, e a disciplina é necessária para que tudo ocorra da forma como desejamos.

Para chegarmos a algum lugar o básico que devemos ter em mente é onde queremos chegar, pois esta informação nos ajuda a focar no que realmente é importante, e nos direciona a escolher o melhor caminho.

Pense a respeito de como você trata seus objetivos, idéias sem ações planejadas geram frustrações e decepções, além de um enorme desperdício de energia produtiva.

Sugiro apenas um pouco meditação, reflexão e autodisciplina. Experimente planejamentos curtos, pois a cada resultado alcançado, você terá mais disposição e força para buscar novos resultados.

6 Comentários :
Sandro Alencar Fernandes:

Angela, Obrigado por ler nosso blog e desejo bons resultados em seu planejamento Sucesso.
ANGELA:

ADOREI SEU ARTIGO E PRETENDO IMPLANTAR O PLANEJAMENTO NO MEU COTIDIANO
Sandro Alencar Fernandes:

Sandro Quadros Cabral, Nós também agradecemos pelo "Bom Artigo" e também por entrar em nosso Blog e deixar ser comentário. Estamos abertos para novas discussões e participações. Abraços e Sucesso.
Sandro Quadros Cabral:

Obrigado por lerem meu artigo e por suas opiniões. A experiência e comentários de vocês será sempre muito importante para que possamos, cada vez mais, aperfeiçoar e crescer.
Sandro Alencar Fernandes:

Remo, Isso mesmo. "Nem tanto ao mar nem tanto a terra" o meio termo e o uso adequado dessa organização é que importa. Porém nas atuais circunstâncias, tenho percebido que consigo produzir melhor no meu dia quanto para para organizá-lo no início. Óbvio e o texto destaca isso que temos as contingências. O importante é traçar um rumo e segui-lo. Abraços
Remo:

Bom artigo esse Sandro. Vou colocar algumas coisas sobre mim: Percebi essa necessidade já há alguns anos atrás, quando a equipe de trabalho vinha crescendo gradativamente. Bom, como tudo nesta vida, nós instalamos e depois vamos ler o manual, tive várias dificuldades. O resultado começaram a ser positivos e o "nome" bem cotado, depois que comecei a PLANEJAR o meu dia. É, criei uma burocracia tão grande de planejamento do dia, que em pouco tempo até para dar um beijinho nas filhas eu consultava a agenda. Putz que coisa, daí desisti da vida organizada de novo. Mas aí voltei a estaca zero.. então se percebe claramente, que tudo é equilíbrio, identificar o ponto exato é o segredo. Hoje trabalho assim, organizando o necessário, com inteligência, que só a experiência vem nos dar. Embora se erre ainda, a questão está na contingência, a margem de erro. A revisão e a análise do realizado, pode ser a grande jogada para quem já passou da fase de tentar organizar o dia. Um grande abraço e tenho que ir ao próximo tópico da minha agenda, pois o tempo acabou.... he he he

Escreva um comentário:


O seu endereço de e-mail não será publicado.