O jogo de cintura da Marvel com a internet

por Administrador - 30/10/2014 - 10:38

A Marvel Studios passaria o teaser do trailer do novo filme dos Vingadores, chamado Era de Ultron, logo depois do episódio da série Agents of S.H.I.E.L.D., na terça-feira passada (28/10). Teria passado, se não fosse pela internet.

A internet (ou os hackers mesmo) sempre dão um jeito de piratear e vazar filmes, séries e trailers, e não foi diferente com este teaser, que já estava no ar em baixa qualidade na noite de quinta-feira, 23.

Afinal, esse é o hábito da indústria: assim que um disco, filme ou seriado aparece online, há exércitos de programadores e advogados prontos para retirar o arquivo do ar, ameaçando sites e derrubando conteúdos através de acordos pré-estabelecidos com redes como YouTube e Facebook.

O YouTube especificamente conta com um algoritmo de reconhecimento de conteúdo alheio que impede o dono de uma conta de publicar um vídeo caso ele tenha diagnosticado que aquele vídeo é de uma terceira parte, mesmo que seu publicador não a identifique.

No entanto isso não quer dizer que consigam reduzir a pirataria digital: é claro, diminuem o impacto, bloqueando os principais pontos de acesso, mas só para vídeo há dezenas de sites semelhantes ao YouTube que não contam com tecnologia tão ágil para retirada de conteúdo, o que obriga essa ação ser realizada manualmente, com advogados entrando em contato com departamentos jurídicos dos sites.

O próprio YouTube pode ser enganado quando os usuários alteram minimamente a velocidade do arquivo ou invertem horizontalmente a imagem ou a publicam dentro de uma moldura, impossibilitanto a inteligência artificial do site de reconhecer automaticamente a versão. Isso sem contar o oceano de torrents.

Mas a Marvel agiu de um modo surpreendente. Percebendo a sequência de acontecimentos e que a internet é impossível de ser controlada, a Marvel resolveu agir de um jeito mais criativo ao postar, no Twitter, uma reclamação sobre a Hydra – a rede nazista que derrubou a organização S.H.I.E.L.D. nos filmes –, assim oficializando a pirataria e divulgando em seu próprio canal do YouTube o trailer em alta resolução.

Em vez de derrubar as milhares de versões piratas de seu trailer e causar a frustração em milhões de fãs que não conseguiram assistir ao teaser, a Marvel baixou a guarda e faturou ela mesma aquela síndrome de atenção.

Além do mais, também lançou uma cena inédita do filme, para compensar o estrago.

Como dito antes, a internet é impossível de ser controlada. Mas é possível trabalhar com ela e usá-la a seu favor.

A Marvel Studios também anunciou outros oito filmes que lançarão nos próximos anos:

“Capitão América: Guerra Civil” – 6 de maio de 2016
“Doutor Estranho” – 4 de novembro de 2016
“Guardiões da Galáxia 2” – 5 de Maio de 2017
“Thor 3: Ragnarok” – 28 de julho de 2017
“Pantera Negra” – 3 de novembro de 2017
“Capitã Marvel” – 6 de julho de 2018
“Inumanos” – 2 de novembro de 2018
“Avengers: Infinity War – Parte I” – 4 de maio de 2018
“Avengers: Infinity War – Parte II” – 3 de maio de 2019

E aí, quem mais está ansioso?

Fonte: Brainstorm9

Nenhum comentário :

Escreva um comentário:


O seu endereço de e-mail não será publicado.