Desenvolvimento Web: atendimento a demanda e priorização.

por Sandro Alencar Fernandes - 22/07/2008 - 09:37

Como desenvolvedores Web é freqüente sermos postos em xeque. A demanda de nosso dia-a-dia exige tomarmos decisões rápidas em o que fazer em determinado momento.
Ficamos na dúvida se atendemos a demanda ou priorizamos o que é importante.
Essa confusão entre prioritário e importante é comum, não somente a nós, profissionais da Web, mas também a outros segmentos.

E administrar esse conflito é o que nos permitirá continuar a evoluir sem grandes traumas.
Em meu ponto de vista nossa análise deve ser contante no intuito de mantermos o rumo e decidir por não fazer algo que é prioridade em um momento para fazer o que é importante.
Isso permite administrarmos, não sei se de do melhor modo, mas talvez do mais justo as tarefas que estão em nossa caixa de entrada.

É comum termos clientes batendo em nossas portas pedindo um projeto para ontem, por que isso ou aquilo. E na verdade ele é que está atrasado e passa a transmitir a nós, essa responsabilidade. O Problema é que ao aceitarmos essa responsabilidade, certas vezes, acabamos sendo injustos com outros clientes que foram mais nos organizados e solicitaram seus serviços no tempo certo. Identificar essas situações e falhas é crucial para a condução de nossos trabalhos e progredir, adquirindo experiência em cada xeque.
E você o que acha disso tudo? como faz para administrar essa situação?

2 Comentários :
Sandro Alencar Fernandes:

Bem colocado Jonatan. Vale o aprendizado e a reflexão sobre como podemos gerir isso de forma conveniente, tanto a empresa quanto ao cliente. Entretanto a análise e percepção é o que nos permite evoluir e amadurecer como empresa.
Jonatan:

Sandro, muito bem colocado. Aconteceu recentemente em nossa empresa um bom exemplo disso. Orçamento para o cliente um serviço com previsão de 90 dias, e sua resposta foi: - Não! Não! Preciso disso em 30 dias. Este projeto já deveria ter acontecido a 3 meses. Opa! Será de quem a culpa por não ter acontecido antes? A resposta, neste caso é simples, a culpa é dele. Pois deixou de contratar o serviço à 3, 4, 5 meses atrás. Só que mesmo assim chegamos a um acordo. Fazer em 2 meses. A partir desse momento nossa empresa assumiu o compromisso de reverter parte do atraso do cliente. Se comprometendo a fazer o projeto em menos tempo. Essas horas que temos que tomar cuidado. Pois essa antecipação neste projeto não pode atrapalhar os demais que já estão em execução.

Escreva um comentário:


O seu endereço de e-mail não será publicado.