A parede que se move

por Administrador - 25/06/2014 - 10:17

E se, num futuro próximo, as paredes respirassem? Como assim?, vocês devem estar se perguntando. Bem, se ela se movimentasse e usasse essa energia cinética gerada para ventilar ambientes.

A parede chamada Kinetic Walls foi criada pelos arquitetos Frank Barkow e Regine Leibinger, à mostra na exposição Elementos, de Rem Koolhas na Bienal de Veneza de 2014. A ideia é levar a arquitetura para um nível totalmente novo, criando uma parede que ondula mecanicamente dentro e fora através do que os arquitetos descrevem como “picos e vales”.

A superfície tem uma série de pontos motorizados em um tecido sintético elástico e translúcido que fazem movimentos de extensão e retração. O movimento controlado digitalmente cria uma coreografia interessante e constante desses “picos”, formando uma topografia diferente.

Uma estrutura de madeira laminada leve abriga os mecanismos de pressão mecânica e ancora o tecido, criando uma saída de ar surpreendente e uma experiência artística única aos visitantes da exposição. A ideia também é sustentável, pois explora tecidos reciclados e materiais naturais.

Veja o vídeo abaixo para entender como ela funciona:

Nenhum comentário :

Escreva um comentário:


O seu endereço de e-mail não será publicado.